segunda-feira, 21 de maio de 2012

Sob a benção de um deus?




Sempre achei muito interessante como em movimentos de contestação e de contra-cultura a liberdade é valorizada, mas ao mesmo tempo em que são combatidas as culturas de rebanho, surgem líderes e formadores de opinião para dizer o que (ou quem) deve ser aceito e o que deve ser recusado. Sempre achei muito interessante também como a liberdade é exaltada ao mesmo tempo em que surgem julgamentos para condenar ou absolver, para decretar quem é REAL e quem é FALSO.

Não falo aqui exclusivamente de um caso isolado, mas no geral o que presencio (e vivo, sentindo na pele diversas vezes) em Campina Grande como também sei que acontece em vários lugares pelo mundo afora. Os senhores da razão sempre existirão para nos julgar. E quem os julga? Eu? Longe de mim! Não tenho autoridade para isso, afinal não sou NADA. Que os senhores julguem-se entre si, alimentado este ciclo vicioso de guerra de egos, e assim o mundo caminha.

A cada dia mais me sinto em uma patética trama global de “Malhação”: O enredo muda, mudam os atores e personagens, mas as historinhas são sempre as mesmas!

Ass: Vespa
NEM PUNK, NEM METAL, NEM ROCKEIRO, NEM UMA OVELHA, APENAS UM INDIVÍDUO!


P.S: Esse texto vai para o meu amigo “Rahu!” do blog neptuneon.blogspot.com que recentemente fez um texto usando o título do livro “Patrulhas ideológicas” de Eloísa Buarque de Hollanda e chegou a abordar uma temática parecida com o que trato agora. Inclusive citou o Heresia Coletiva, valeu a força!

3 comentários:

  1. é isso aí, texto liberto, contra atake e rebelde! morte aos deus, líderes e mitos da ceninha libertária de campina merda grande!!!
    ass; Rafael Bastardo!

    ResponderExcluir
  2. Valeu a citação Vespa!!! Essa mensagem vale mesmo ser discutida. Por trás das aparências e dos visuais contraculturais, somos indivíduos reflexivos e pensantes. Para os que enxergam somente visual, esses irão sucumbir repetidamente no erro da ingenuidade... Para Ti, Congratulações!!! Força Sempre, Grande!!!

    ResponderExcluir
  3. Insatisfação Contínua22 de maio de 2012 15:51

    "A cada dia mais me sinto em uma patética trama global de “Malhação”: O enredo muda, mudam os atores e personagens, mas as historinhas são sempre as mesmas"!
    Gostei bastante do texto!
    E essa frase de cima fala realmente tudo.
    O blog tá muito legal!Continuem!!!!
    Abraços!
    A

    ResponderExcluir